19/04/2017

Hotel Bühler, um paraíso sustentável em Visconde de Mauá

Natureza. Sustentabilidade. Paisagismo. Paz!
São palavras que refletem muito bem o nosso final de semana no Hotel Büler em Visconde de Mauá!

Longe de toda agitação da cidade grande, você encontrará um paraíso com chalés aconchegantes escondidos entre rios, trilhas, duchas naturais, muito verde e muita paz no alto da Serra da Mantiqueira entre Rio e São Paulo, apenas 3 horas de viagem (sem trânsito claro).

O lugar além de lindo. tem sua história ligada a história da cidade e da imigração alemã na região e é muito bem contada em um pequeno museu no próprio hotel. A família Bühler chegou as terras de Visconde de Mauá em 1913 e em 1922 passou a receber os primeiros hóspedes. Com a criação do Parque Nacional de Itatiaia o movimento foi crescendo, e com ele o Hotel Buhler. A tradição em receber bem as pessoas é muito forte em cada detalhe do hotel, da família já em sua quarta geração, e em seus funcionários. Você se sente feliz em estar ali. E apesar de ser um hotel tradicional, tem instalações modernas e conservadas. São 20 chalés bem cuidados com madeira polida, lareiras, tv a cabo varandas, camas confortáveis e alguns com hidromassagem.



Outra coisa que me deixou muito animada foi a preocupação com o meio ambiente. O hotel é um dos pioneiros na região com o projeto lixo mínimo, e se orgulha muito disso. Em cada chalé possui explicações e lixeiras para separação de lixo orgânico, inorgânico e o que não pode ser reciclado. Confesso que no início fiquei um pouco enrolada em casos como: fio dental, fraldas, cotonete. Mas é bem explicadinho. Ao mesmo tempo fiquei muito envergonhada porque essa preocupação deveria ser algo de todo mundo, deveríamos aprender a separar o lixo na escola. Deveria ser algo cultural. O lixo orgânico eles usam em sua própria composteira e é usado como adubo na horta do hotel. Os itens recicláveis são levados a uma cooperativa da cidade, e os itens que não podem ser reciclados, muitas vezes eles usam em obras enchendo os tijolos com isso eles possuem uma produção de quase 0 de lixo. Uma produção mínima de verdade!!! O Bühler me mostrou que ainda tenho muito o que aprender.

Em relação a estrutura o hotel possui quadra de tênis, vôlei e futebol, duas piscinas sendo uma aquecida e alimentada por energia solar (muito amor gente), horta, pomar, xadrez gigante, academia, sala de massagem, sala de jogos, mini cinema, saunas e parquinho. A única coisa que realmente senti falta foi um espaço infantil. Um lugar que em caso de chuvas, tivesse brinquedos que entretivesse os pequenininhos, como o caso da Sara. Piscina de bolinhas, essas coisas. Mas não acho que tire o brilho da hospedagem, é mais um plano B.




A culinária é incrível, gostamos muito! Tudo fresco e produzido no hotel. Lá existe a opção apenas café da manhã e tem a opção de almoço também. O café da manhã é de 8h as 10h e o almoço de 14h as 16h. Um pouco tarde mas acredito que seja para os hóspedes curtirem as cachoeiras da região. Quem tem criança, eles antecipam o almoço delas caso necessário. Existe também uma copa infantil bem equipada pra quem precisa esquentar comida, mamadeiras e outras coisas. A noite curtimos vinho e pizza na pizzaria Fragaria que tem dentro do hotel. Pizza a lenha, massa fininha, lugar aconchegante e serviço maravilhoso! Ê delícia!



Perto do hotel há também diversos restaurantes incríveis e cozinha de nível internacional. Mas não fomos em nenhum deles, digamos que o terrible two de Sara Sardinha ainda não nos permite. Infelizmente, ficamos tão focados em curtir a paz do hotel que não passeamos muito pela cidade. Ficamos lá, curtindo aquela paz, aquele céu azul, a grama, os pássaros, a rede com o som do rio no meu ouvido, a natureza, minha filha correndo pra lá e pra cá atrás de borboletas e cheirando flores que não fomos em nenhuma cachoeira apesar de tantas na região. Fomos apenas nas piscinas naturais que fica a 1KM do hotel, a fábrica de chocolate (que nada mais é que um casarão bonito que vende chocolate. Bem frustrante na verdade) e a fábrica de velas que tem muita... vela. Como não sou uma amante de vela não tenho ideia de quanto elas custam, se era caro ou barato. Tinha velas de R$ 5,00 a R$ 200,00. Comprei algumas como recordação.

De todas as coisas que vi, ouvi e senti durante o curto período que estive no Hotel Bühler, nada aqueceu mais o meu coração do que a cena abaixo. Eu vi por alguns instantes um sonho ser real. Uma casa ao fundo, um gramado, minha filha correndo e apreciando a paz e tranquilidade de uma infância simples e feliz. Essa cena ficará marcada em mim para sempre, até que ela volte a ser real.


Agradecemos e parabenizamos mais uma vez ao Hotel Bühler pelo convite, pelo lindo lugar, pela tradição, pela história, pela preocupação com a natureza e por existir lugares assim cheio de paz em um mundo tão barulhento e turbulento. Foi uma experiência incrível!!!

INFORMAÇÕES

Hotel Bühler | Visconde de Mauá
Endereço: Parque Nacional do Itatiaia, Sonho Verde Guest House - Praça Maringuá, S/N - Maringuá, Bocaina de Minas - MG, 37340-000
Central de reservas:
24 3387-1204 e 24 3387-1378 ou Booking
Whatsapp:
24 99225-1937



Com carinho,
Brena
em busca de ter um pedacinho do Bühler pra chamar de meu!




















Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Uma menina © | Projeto desenvolvido por Inlovely Creative | Todos os direitos reservados | Ir para o topo!